Pin It button on image hover

O Blog do Bega

Sobral, onde a luz fez a curva.

segunda-feira, 23 de junho de 2014

Cientistas estudam a origem da mandíbula na evolução


       A Universidade de Cambridge publicou na semana passada um estudo de fósseis com conclusões promissoras:
     A partir da análise de fósseis de peixes conhecidos como Metaspringgina datando do período Cambriano (cerca de 505 milhões de anos atrás) encontrados no Canadá, foi possível identificar um par de arcos que, pela evolução, eventualmente se tornariam as mandíbulas de vertebrados. Este é o caso mais antigo a mostrar essa característica.
     Os fósseis de Metaspringgina mostram ainda diversos outros detalhes sobre os primeiros vertebrados, o que acaba dizendo muito também sobre a nossa própria evolução. Entre outras descobertas decorrentes deste estudo, os especialistas puderam observar, por exemplo, a origem de alguns dos ossos menores da orelha.
     Mesmo fora das implicações evolutivas, os fósseis foram interessantes para estudos sobre as formas de vida da época. A organização dos músculos da criatura fossilizada, bem como posição de olhos e outras estruturas, permitiram um estudo acurado e até ilustrações a seu respeito.
Postar um comentário