Pin It button on image hover

O Blog do Bega

Sobral, onde a luz fez a curva.

quarta-feira, 29 de fevereiro de 2012

Para não dormir no trabalho: app diz a melhor hora de tomar um cafezinho


     Dois médicos da Penn State University, nos EUA, desenvolveram o Caffeine Zone, um aplicativo para iPhone que informa a melhor hora para você tomar um café, mantendo a taxa de cafeína em seu sangue em nível elevado.
     O app, que foi desenvolvido por Frank E. Ritter e Kuo-Chuan Yeh, também te ajuda a não perder nenhuma hora de sono por causa da cafeína. Isso porque ele informa a hora de parar de tomar o seu cafezinho ou chá, segundo o site Extreme Tech.
     O Caffeine Zone apresenta um gráfico sobre a atividade da cafeína no seu corpo. Assim que você beber um cafezinho, basta apertar o botão "Consumir cafeína". Dessa forma, o app acompanha os níveis da substância em seu sangue.
     Uma barra verde representa a "zona de cafeína", que é a faixa ideal para que você se mantenha "aceso". Já a barra azul é o nível que você precisa atingir antes de dormir, para não perder horas de descanso. E, para aqueles que já estão acostumados com a bebida, há a possibilidade de alterar os valores das taxas ideais e das taxas de sono.

Arte em conto de fadas - Parte 1















Shania Twain - Man! I Feel Like A Woman

     A canadense Shania Twain - Man! I Feel Like a Woman. Bom dia.

O Estacionamento Paradise

      "Paradise Parking" é o novo trabalho do fotógrafo americano, radicado em Paris,  Peter Lippmann. (Em breve livro com o mesmo título). As fotos capturam carros abandonados em estado de completa decadência e mostram como cada um é gradualmente consumido pela natureza. A obra em breve estará em exposição em Bruxelas.
     Vendo estas fotos, só lembro do nosso amigo, gênio da mecânica, Tiê Pardal. Com certeza ele rebocaria todos estes carros para sua casa e os poria na estrada em pouco tempo.
     Esta postagem é para o Tiê, com votos de sucesso no novo trabalho.






Um calendário só para as mulheres.












terça-feira, 28 de fevereiro de 2012

Atenção mulheres!

     Ontem o Blog Catafau fez uma postagem com um calendário para os homens que, por sinal, foi um sucesso. Hoje recebi várias mensagens de mulheres, reclamando que eu faço muitas postagens para os homens e quase nada para elas. Então eu decidi: amanhã farei uma postagem de um calendário supimpa só para as mulheres. Então garotas, não deixem de ver o blog amanhã.

Finalmente alguém comprou o iPhone 4 Made in Brazil

     A notícia que correu por aí esta semana é que finalmente “confirmaram” que o iPhone 4 vendido no Brasil é fabricado aqui. Um leitor do MeioBit mandou esta foto da caixinha que prova que o iPhone 4 de 8 GB à venda na Apple Store é feito em Jundiaí. Nós tínhamos certeza disso, é claro, então a verdadeira notícia é que alguém por algum motivo bizarro decidiu comprar um iPhone 4 de 8 GB por R$ 1.800, em pleno 2012.
      O Felipe do MeioBit percebeu que na URL da loja da Apple para o iPhone 4 consta o modelo MD128BR. Os iPhones vendidos no Brasil vindos da China costumam ter BZ no código, e ele concluiu que o iPhone 4 em questão seria Made in Brazil. Para confirmar a teoria, faltava o mais difícil: alguém que tivesse comprado um iPhone 4 por mil e oitocentos reais, quando o 4S de 16GB desbloqueado na TIM custava 100 Reais a mais.
      Provavelmente quem comprou não tem ideia de que os preços do iPhone na loja da Apple são muito acima do razoável, mas que é possível encontrá-los por valores significativamente menos extorsivos por aí.
     Nós já tínhamos fotos do modelo sendo fabricado em outubro, a MacMagazine recebeu fotos de um iPhone brasileiro pronto no fim de novembro e ele apareceu na loja da Apple em dezembro. O curioso, então, foi quanto tempo demoraram para confirmar a “existência” dele. E por confirmar, leia-se “comprar”. O que me leva a crer que o iPhone 4 de 8GB custando 1.800 Reais não está vendendo muito. E isso me deixa particularmente feliz.
      A questão agora é tentar entender o que diabos a Apple queria jogando o iPhone 4 a esse preço, com o lançamento do iPhone 4S por quase o mesmo nas operadoras. Será que um ou outro pai incauto navegando pela loja online da Apple é um público grande o suficiente para justificar a enorme margem de lucro? Será que ela não sabia que “fabricar” um iPhone no Brasil (aspas bem grandes no fabricar, porque tudo vem de fora) não iria baixar tanto o custo? Se este é, como tudo indica, o único modelo de iPhone fabricado aqui, o que diabos a Foxconn e a Apple querem em Jundiaí?
     Quando a notícia do iPhone 4 Made in Brazil apareceu, a informação que tínhamos (e o exemplo dos outros lugares do mundo) é que a Apple iria usar o iPhone popular para jogar mais agressivamente no preço e abocanhar outros pedaços do mercado, o de smartphones de mil Reais dominados por N8s, Motorolas e Galaxy S. Tudo parecia se encaixar na teoria, especialmente porque no resto do mundo o iPhone de uma geração atrás custa 33% a menos que o novo nos planos pós-pagos.
     Mas aí quando ele apareceu, nada de diminuição: o iPhone 4 que tinha 16 GB foi substituído por um nacional, com 8 GB a menos e manteve o preço de um ano atrás. Qual a ideia? Será que a Foxconn esperava mais “incentivos” do governo, que virão com a tal “MP do Bem dos smartphones”? Será que o povo da fábrica aqui não “trabalha muito”, como diz o próprio presidente da Foxconn (se por “trabalhar muito” ele quer dizer “como os chineses” eu aceito o elogio)? Ou será que é só mais do velho pensamento “Ah, brasileiro paga caro, pode cobrar o que for?”. Não saberia dizer. O que quer que seja, a demora na confirmação do primeiro “iPhone fabricado no Brasil” é um sinal de que algo deu errado. Desculpa aí, “indústria nacional”. Mas nada disso faz muito sentido pra mim.
Fonte: MeioBit

A Mulher Gato bem Gata










Feliz Aniversário com a Turma do Madagascar

                             Bom dia para todos.

Hoje é dia de festa

     Hoje é dia de abraçar o mano Gutemberg pelo seu aniversário. Bega assumiu recentemente função no Banco do Nordeste em Fortaleza, após 15 anos de serviços prestados à Prefeitura de Sobral, onde deixou dezenas de saudosos amigos. Parabéns CV!

Famosos em caricaturas bem realistas