Pin It button on image hover

O Blog do Bega

Sobral, onde a luz fez a curva.

domingo, 31 de agosto de 2014

O melhor da semana no meu Facebook


Só Beleza 










Um novo Avatar






Cientistas criam câmera que captura 4,4 trilhões de frames por segundo


     No século XIX, o fotógrafo Eadweard Muybridge chocou o mundo com a beleza dos seus estudos sobre o movimento dos cavalos. Haveria um instante, durante o galope, em que os quatro cascos do animal deixavam de tocar o chão? Muybridge respondeu essa pergunta com a famosa sequência de fotos que capturava os vários estágios desse movimento. Mais de 100 anos mais tarde, cientistas das universidades de Tóquio e Keio no Japão continuam essa busca pelos instantes fugazes do mundo natural com uma câmera capaz de registrar fenômenos tão rápidos quanto a condução do calor por um material.
     Batizada de STAMP (Sequentially Timed All-optical Mapping Photography – algo como “fotografia de mapeamento óptico sequencialmente cronometrada”), a essa máquina produz uma sequência de imagens com uma resolução de 450 x 450 pixels. Pode parecer pouco, mas o intervalo de tempo entre a captura de cada um desses frames é de cerca de 100 femtosegundos, ou seja, menos do que um trilionésimo de segundo. Em outras palavras, essa câmera é mais de 36 bilhões de vezes mais rápida que um iPhone 5s, cujos vídeos em câmera lenta são gravados a 120 FPS.
     O método de captura não é nem um pouco convencional. Em vez de realizar uma sucessão de exposições que ocupam toda a área do sensor de imagem, o STAMP usa um sistema óptico inovador que conduz os raios de luz de modo que eles atinjam áreas diferentes do sensor em intervalos determinados(daí o “mapeamento óptico sequencialmente cronometrado” do nome do aparelho). Essencialmente, eles estão trocando resolução por frame rate. Como é a própria propagação da luz que determina o intervalo entre os quadros, essa câmera não é limitada por nenhum efeito mecânico (como é o caso do obturador nas DSLR comuns) ou eletrônico.
     Como os próprios pesquisadores notam, já existe um método de geração de imagem que oferece mais resolução e é tão rápido quanto o STAMP. Essa técnica é chamada de “pump probing”. No entanto, ela depende da comparação entre uma série de amostragens para formar a imagem. Simplificando, isso quer dizer que a vantagem do STAMP sobre o “pump probing” está no fato de que ele pode capturar fenômenos que não são facilmente reproduzíveis. Além disso, ele o STAMP é tão flexível quanto uma câmera convencional, o que significa que ele pode ser adaptado para registrar processos microscópicos e macroscópicos.
     Naturalmente, a grande desvantagem do aparelho é que ele é muito grande. No momento, os cientistas estão trabalhando com uma unidade de 1m², mas eles planejam encolhê-la em breve.
     E as câmeras comuns? Existe alguma possibilidade de que uma tecnologia parecida seja incorporada às câmeras do mercado consumidor? Creio que isso é improvável. Mas isso não quer dizer que a modesta DSLR não tenha se beneficiado de desenvolvimentos na área. Por muito tempo, o elemento que obstruía a velocidade de captura de imagens era limitação física do obturador mecânico.  Um dos grandes avanços nesse sentido foi o obturador de cortina dupla, popularizado pela Leica, cujo conceito básico ainda é utilizado na maioria das câmeras com lentes intercambiáveis.


sábado, 30 de agosto de 2014

Sobral ontem e hoje



Aplicativos Secret e Cryptic estão proibidos no Brasil


     A Justiça do Espírito Santo atendeu a um pedido do Ministério Público Federal (MPF) no estado contra o aplicativo Secret. Uma liminar deferida nesta noite ordena que o Google e a Apple apaguem o app das lojas Google Play e App Store imediatamente. Além disso, a liminar obriga as duas companhias a remover os aplicativos já instalados em smartphones. As empresas têm dez dias para seguir a determinação. Em caso de descumprimento, a multa diária é de 20 mil reais.
     A decisão também afeta o aplicativo Cryptic. A Microsoft brasileira está obrigada a retirar o software de sua loja virtual.
     A Promotoria sustenta que diversos internautas estão se queixando do bullying praticado no Secret. O aplicativo deixou a função primária de compartilhar segredos para se tornar uma ferramenta de fofoca – para dizer o mínimo. Para o Ministério Público, diversas pessoas são vítimas de constrangimentos e crimes contra a honra, sem que possam se defender.
     O pedido alega que a Constituição Federal permite a livre manifestação de pensamento, mas, ao mesmo tempo, proíbe o anonimato. O décimo inciso ainda garante a inviolabilidade da vida privada, da honra e da imagem das pessoas.
     Na decisão, o juiz Paulo Cesar de Carvalho afirma que os aplicativos Secret e Cryptic “não só permitem como incentivam compartilhamento de frases e fotos sem que haja identificação de quem postou”. O magistrado ainda ressalta que, com a possibilidade de destacar os segredos tendo como critério o número de curtidas, existe aumento potencial da lesão sofrida pelas vítimas.
     O caderno Link, do Estadão, destaca que a decisão não deixa claro quem será afetado pela decisão de remover os apps dos celulares. A medida poderia afetar tanto internautas brasileiros quanto quaisquer internautas em todo o planeta. Perguntado sobre a solicitação, o promotor Marcelo Zenkner respondeu ao site que é uma “situação complicada”, pois vivemos em tempos confusos. Zenkner defende que é preciso se adaptar aos novos tempos.
     Os escritórios do Google e da Apple no país foram contactados para se manifestar sobre o assunto. Pedimos esclarecimentos sobre a possibilidade de apagar apps que já foram instalados no celular, como manda a liminar. O Google brasileiro informou que vai analisar a denúncia e pode remover o aplicativo se detectar alguma irregularidade. A Apple no país não vai se manifestar sobre o caso.
     Também entramos em contato com o Secret para saber se os criadores do software – ex-googlers – vão tomar alguma iniciativa após a decisão da Justiça brasileira.
     Vale lembrar que a Justiça do ES concedeu a decisão em caráter liminar. Cabem recursos das empresas citadas no processo e na Ação Pública do MPF.

Fonte: Tecnoblog


sexta-feira, 29 de agosto de 2014

Samsung lança smartphone com design semelhante ao iPhone


     A Samsung apresentou na quarta-feira (13/08) o smartphone Galaxy Alpha, cujo corpo tem bordas de metal. Tradicionalmente, a fabricante usa somente policarbonato na construção de seus produtos. Entretanto, o aparelho tem design semelhante ao do iPhone e, assim como deve ser o  próximo iPhone, o Galaxy Alpha tem tela de 4,7 polegadas.
     No final do mês passado, Kim Hyun-joon, vice-presidente sênior da Samsung Mobile, anunciou que a empresa iria apostar em “novos materiais” para a construção de smartphones.
     Fino, o dispositivo tem 6,7mm de espessura e pesa 115g. Sua configuração é topo de linha: 2GB de memória RAM, câmera que registra fotos em 12MP, bateria de 1.860 mAh e sistema Android 4.4 KitKat — com a skin chamada de Touchwiz. A resolução de tela do Galaxy Alpha, contudo, é baixa para o segmento premium, sendo apenas HD (720p), enquanto concorrentes da Sony, Apple, HTC e Xiaomi oferecem displays Full HD e também QHD, como é o caso do LG G3. O processador do produto não foi divulgado.
     Para armazenamento interno, o novo smartphone da Samsung tem 32GB, mas não há entrada para cartão microSD. Além disso, há um leitor de impressões digitais no botão home e um sensor que mede batimentos cardíacos do usuário lendo o fluxo sanguíneo de seu dedo, dois recursos que estão presentes no Galaxy S5, que é o topo de linha da marca. No entanto, não há vedação para que o aparelho seja resistente à água e à poeira, ao menos, aparentemente — a Samsung não divulgou se o dispositivo possui certificações IP que garantam essas proteções.
     O preço ainda não foi divulgado pela empresa, mas o produto chega ao mercado em setembro na Europa. Ainda não há previsão de chegada do produto ao mercado brasileiro nem o seu preço. A expectativa é que ele custe menos do que o Galaxy S5, visto que sua configuração é inferior, apesar do design refinado.


Sei não, mas... sei lá


Uma bengala eletrônica para cego ver


     Um novo tipo de sensor pode ajudar cegos a detectar objetos à frente deles. Chamado Enactive Torch, o equipamento envia sinais infravermelhos que permitem ao usuário perceber objetos próximos, graças a um pequeno vibrador preso ao pulso que alerta quando o sujeito está próximo de uma parede ou batente de porta, por exemplo.
      O dispositivo foi criado por Luis Favela, Tom Froese e Adam Spiers, na Universidade de Cincinnati. O objetivo é oferecer uma alternativa tecnológica aos cegos, já que os mesmos dependem da bengala ou de um cão guia como únicas opções.
     O equipamento é bem grande por enquanto, mas seus criadores esperam criar uma versão mais compacta depois dele passar por mais experimentações. Atualmente seu tamanho é de aproximadamente 15 centímetros de comprimento.
Favela fala sobre a decisão de criar o Enactive Torch:
     “Em minha pesquisa eu descobri que existe um estigma emocional sobre as pessoas cegas, particularmente crianças. Quando você está na escola fundamental quer ser parte de um grupo, isso é difícil quando você carrega uma bengala.”
     Vinte e sete estudantes vendados serviram como objeto de estudo em um ambiente desconhecido. Eles conseguiram se deslocar facilmente por portas e evitar paredes, além de desviar de objetos próximos aos pés.
     Segundo Favela, não há grande diferença no desempenho dos participantes usando o Enactive Torch, a visão ou uma bengala comum. Ele afirma ter ficado surpreso como o sentido do tato pode ser equivalente ao da visão.


quinta-feira, 28 de agosto de 2014

Microsoft lançou celular com bateria que dura 27 dias por R$199

    Em um mercado com smartphones cheios de recursos, a Microsoft faz uma aposta diferente e lançou na terça-feira (19/08) no Brasil o Nokia 225 com bateria que dura até 27 dias em stand-by. O gadget tem preço sugerido de 199 reais.
     O celular tem suporte para dois chips, envio SMS e reprodução de músicas, mas não tem 3G, apesar de possuir acesso à internet. Há até mesmo atalhos para as redes sociais Facebook e Twitter.
     O Nokia 225 pode ser uma boa opção de segundo aparelho, dada a sua extensa duração de bateria e sua falta de recursos avançados, como editar textos ou rodar jogos pesados.
     Vale notar que há ainda uma função de rádio FM e que o celular, segundo a fabricante, é capaz de aguentar até 51 horas contínuas de reprodução de músicas. O gadget tem suporte para cartão microSD de até 32GB, mas a memória interna não foi informada.
     O design é retrô, com tela QVGA de 2,8 polegadas, teclado no formato T9 e formato geral de celular clássico. Seu peso é de apenas 100,6 gramas.
     Para fazer registros rápidos no dia a dia o Nokia 225 vem com uma câmera que tira fotos com 2MP, porém, sem flash.
     O aparelho está disponível a partir desta semana nas redes de varejo do mercado brasileiro. São três opções de cores: branca, verde e amarela.


Charme em Preto & Branco







Google Chrome vai barrar downloads que fazem mudanças indesejadas no seu computador

    
      O Google anunciou que vai expandir o sistema de proteção Safe Browsing do navegador Google Chrome. O recurso, usado para bloquear downloads maliciosos e sites da web suspeitos, agora também vai detectar malwares e programas em geral que fazem modificações silenciosas no computador, como mudar a página inicial ou configurações do sistema operacional. Será o fim do Hao 123 e afins? Tomara.
     Os usuários do Chrome vão passar a receber uma notificação quando tentarem baixar ou instalar software suspeito. O aviso será semelhante ao dado em outros tipos de bloqueio. Porém, ainda será possível acessar o arquivo baixado. Para isso, basta ir à página de downloads (ctrl+J) e selecioná-lo.
     Alguns dos programas que passam a ser bloqueados com a atualização do Safe Browsing são malwares que exibem pop-ups, publicidade indesejada, instalação de barras de ferramentas, troca da página inicial (muito comum ao baixar programas de terceiros grátis) ou do mecanismo de busca (além do Google.com) e processos que rodam em background e deixam o computador mais lento.


quarta-feira, 27 de agosto de 2014

Baladeiras com estilo


     Alguns brinquedos nunca saem de moda, simplesmente ficam mais elegante. Isto é o que Adam Gray fez com o clássico estilingue. Adam, que se formou na Island School of Design Rhode e atualmente trabalha na Parafusos de Bicicleta, tornou-se um novo favorito na milenar arte com seus estilingues Hella.
     Fabricando à mão diferentes estilingues de galhos de árvores bifurcadas em San Francisco e cuidadosamente desenhando-os com tinta acrílica, ele elevou o brinquedo clássico para um nível de arte funcional.
     De versões mais sofisticadas feitas de madeiras polidas à desportivas versões coloridas e até mesmo versões adoráveis ​​de animais folk-arte, cada um é equipado com um lança projétil de couro e ligas de látex natural.
     Destaque no site Fab.com e na revista Wired, seus estilingues foram escolhidos como um dos 20 melhores presentes abaixo de $ 50. Eles estão se tornando um presente muito sugestivo para adultos e crianças.








Por que elas devem ter câmera