Pin It button on image hover

O Blog do Bega

Sobral, onde a luz fez a curva.

quarta-feira, 30 de abril de 2014

Seu smartphone à prova d’água


      Todos nós conhecemos casos tristes (isso quando não estrelamos esse filme) de telefones que caíram em locais com água e acabaram tendo de passar por algum tipo de conserto.
     Pois um spray promete evitar esse prejuízo todo no caso do aparelho resolver dar um mergulho. A Impervious produziu um spray que torna o seu smartphone impermeável por um grande período de tempo.
     O produto ainda está no Kickstarter (precisa de US$ 7, 5 mil para começar a ser produzido) e consiste em um polímero que também é  produzido por outras empresas, mas será oferecido por um preço menor.
     Para ter uma ideia da duração, a empresa afirma que o aparelho poderá ficar mergulhado em até 3 metros de profundidade por 30 minutos sem sofrer nenhum dano.

Rabiscadas








Menu Iniciar do Windows 8.1 deverá ser liberado em agosto


     A Microsoft confirmou o retorno do Menu Iniciar ao Windows no começo deste mês, durante a conferência BUILD 2014, mas acabou jogando um balde de água fria em todo mundo ao não dar nenhuma previsão de quando o recurso será disponibilizado. Bom, não havia previsão até agora: de acordo com o The Verge, o Menu Iniciar deverá aparecer em uma atualização do Windows 8.1 a ser liberada em agosto deste ano.
     O The Verge afirma ter recebido a informação de fontes bastante familiarizadas com os planos da empresa. Se o prazo relatado estiver correto, isso significa que a Microsoft lançará uma nova atualização da plataforma apenas alguns meses depois de liberar o primeiro Windows 8.1 Update.
     Não é comum a Microsoft lançar atualizações que alteram ou incrementam funcionalidades do sistema operacional em intervalos tão curtos. Mas o update de agosto pode ser o início de uma mudança de comportamento: a companhia parece estar determinada a liberar atualizações mais rapidamente.
     Ao fazê-lo, a Microsoft poderá agilizar a disponibilização de funcionalidades novas no Windows e melhorar o suporte da plataforma aos mais diversos tipos de usuários. Trata-se de uma estratégia semelhante àquelas utilizadas em plataformas móveis como Android ou iOS e que vêm sendo bem aceitas pelos usuários.
     O retorno do Menu Iniciar se encaixaria neste contexto. A funcionalidade pode estender a relevância do Windows 8 por algum tempo enquanto a Microsoft se ocupa dos detalhes finais para o lançamento do que deverá ser o Windows 9 (codinome Threshold), cujo lançamento está previsto para meados de 2015.

terça-feira, 29 de abril de 2014

Cientistas conseguem devolver a audição a animais


   A restauração da audição em pessoas pode estar chegando cada vez mais perto. Cientistas da Universidade de New South Wales testaram com sucesso implantes cocleares em animais.
     A tecnologia é usada para permitir a audição artificialmente que está sendo usada para devolver a audição natural. Isso acontece porque os nervos responsáveis pelo som crescem e recuperam as partes danificadas.
     A equipe modificou um implante coclear existente para permitir que ele administre um tipo de terapia conhecida como CFE à terapia genética. A eletroporação envolve a administração de impulsos elétricos a uma membrana da célula para aumentar a sua permeabilidade. Isto permite que novas construções de gene para ser entregue à membrana, que estimula o crescimento.
     O implante é modificado com um conjunto de eletrodos que fornece os pulsos elétricos, estimulando uma construção gene DNA complementar injetado que incentiva a produção de neurotrofinas

Por que elas devem ter câmera








Efeito reverso


     Sabe aquela ideia brilhante que você tem e logo que põe em prática pensa: “Não tem como dar errado”? Pois a polícia de Nova York teve uma dessas ideias e, como era de se imaginar, deu errado.
     A corporação, por algum motivo que ainda não entendemos, resolveu criar a hashtag no Twitter #myNYPD e pediu para a população mandar fotos junto de policiais. O resultado foi terrível: as pessoas mandaram imagens mostrando os abusos cometidos contra a população.
     As pessoas do Occupy Wall Street, por exemplo, forneceram uma grande quantidade de imagens da população sofrendo nas mãos de policiais que não estavam sendo exatamente gentis naquele momento.
     A verdade é que essa acabou sendo uma grande oportunidade de protesto da população contra a atuação policial. Será que se fizessem isso por aqui, os resultados seriam diferentes?






segunda-feira, 28 de abril de 2014

Positivo lança tablet feminino por R$ 369,00


     A Positivo Informática lança nesta semana o tablet chamado de Edição Especial, que tem tela de sete polegadas e tem preço sugerido de 369 reais. Com conteúdos voltados ao público feminino e a empresa brasileira aposta nas vendas do dia das mães — haverá até mesmo uma embalagem personalizada para este produto.
     O tablet tem sistema Android 4.1 Jelly Bean, 8GB de armazenamento interno com suporte a cartão de memória micro SD e porta mini HDMI para transmitir conteúdos para uma TV. O aparelho tem 11,7mm de espessura, pesa 337g e, assim como no Positivo Mini, tem acabamento frontal na cor branca e alumínio prata fosco na traseira. Como tem bordas levemente arredondadas, deve ser igualmente confortável de manusear.
     A empresa não revelou ainda detalhes da configuração, mas estima-se que ele siga o padrão do Ypy L700, que tem um processador Cortex A9 de 1 GHz e 512 MB de RAM. Como de costume o Android é certificado pelo Google e é principalmente bem traduzido para o português (a Positivo é uma das melhores nisto). Os conteúdos embarcados com o gadget são aplicativos de moda, beleza, saúde e culinária.
     O aparelho já está disponível nas redes de varejo em todo o Brasil.

Eu estaciono feito um idiota








Conheça o U2, o avião que os americanos querem tirar do ar


     Até o fim da 2ª Guerra Mundial aviões de reconhecimento agiam com certa impunidade. Quando possível voltavam ao perceber caças inimigos, ou voavam bem alto, fora do alcance das armas. A maior parte das baixas foi causada pela falta de tecnologia nas câmeras, forçando os pilotos a voar baixo.
     Com o desenvolvimento de sistemas de mísseis e caças de alta performance, mais de 100 aviadores perderam a vida ou foram capturados pelos russos, quando tentavam violar o espaço aéreo soviético. Era preciso um avião que voasse tão alto que o inimigo não conseguisse derrubar. A tarefa de desenvolver esse avião caiu nas mãos de um gênio excêntrico chamado Kelly Johnson, responsável por aviões clássicos como o P80, o Electra e o avião mais lindo do mundo, o P-38 Lightining.
     Johnson e sua equipe da Skunk Works, a Divisão de Projetos Secretos da Lockheed se sentaram com o cliente, que no caso era a CIA. Espionar a Rússia se tornou tão prioridade que uma agência de espionagem ia ganhar sua própria força aérea. Definiram as especificações, e eram sinistras. O U2 deveria voar 15 mil pés acima dos mísseis, caças e radares inimigos. Seu alcance seria de 4.000 milhas, sem reabastecimento.
     O U2 levaria duas câmeras, projetadas por Edwin Land, criador da Polaroid, produziria imagens com resolução equivalente a 60 cm/pixel, fotografando de 70 mil pés. Cada rolo de filme teria 3.600 pés de comprimento. Mais de 1 km de filme. Cada negativo tinha 13 × 13 polegadas.
     O projeto do U2 foi tão sigiloso que nem as plantas tinham o nome da Lockheed. As peças encomendadas de fornecedores externos eram enviadas para uma cidade próxima para uma empresa laranja. A parte da Skunk Works que cuidou do U2 não tinha nem secretárias nem faxineiros. Os engenheiros (ok, provavelmente os estagiários) limpavam os banheiros eles mesmos.
     O U2 era mais planador do que avião. Se o motor apagasse a 70 mil pés ele planaria por 400 km até chegar ao solo. O peso era tão importante que as rodas das asas caíam quando ele decolava. Como o trem de pouso ventral exigia um ângulo próximo de zero, um carro com um controlador de pouso acompanhava o avião, excelente desculpa pra CIA comprar Mustangs, Dodge Challengers e Camaros.
     A 70 mil pés o U2 voava no limite, que os pilotos chamam de Canto do Caixão. Todo avião tem uma velocidade mínima, abaixo da qual ele estola, perde sustentação. Essa velocidade depende da altitude. Quanto mais alto, mais alta é essa velocidade, pois você precisa estar mais rápido para compensar a baixa pressão atmosférica.
     O U2 voava tão no limite que a 70 mil pés seu motor tinha 7% da potência ao nível do mar.
     Todo avião também tem uma velocidade chamada NDE — Never Exceed Speed. Acima dessa velocidade tudo pode acontecer, a estrutura do avião provavelmente irá se despedaçar. No U2 voando a 70 mil pés a diferença entre a Velocidade de Estol e a Never Exceed Speed era de 19 km/h. Ou seja: o sujeito tinha que controlar no braço o avião para permanecer entre os dois valores. Enquanto tirava fotos, identificava caças e mísseis inimigos, calculava combustível remanescente e tentava não se confundir e comer a pílula de suicídio achando que era uma bala. SIM, quase aconteceu uma vez.
     Com tudo isso o U2 ainda assim foi um sucesso fenomenal. Depois do primeiro vôo, em 1956, os russos tentaram de tudo. Houve época em que metade da força aérea foi mobilizada atrás do U2. Um piloto recorda ter visto dois MiGs estolando e colidindo, tentando chegar até sua altitude. Durante um tempo tentaram uma estratégia de colocar os caças em vôo balístico, chegando a 68 mil pés, mesmo sabendo que o motor desligaria, cairiam de volta e talvez não conseguissem controlar a aeronave. Não deu certo.
     O U2 foi usado na Rússia, em Cuba, na Melhor Coréia. Sua agilidade em relação aos satélites era enorme. Na época os satélites ejetavam cartuchos de filme que eram recuperados (ou não). Eram semanas, às vezes meses até as imagens chegarem ao National Reconnaissance Office. Com o U2 era uma questão de horas.
     Isso durou até 1960, quando um U2 pilotado por Francis Gary Powers penetrou (epa) o espaço aéreo soviético e foi perseguido por tudo que os russos tinham. Uma hora ele entrou no alcance de uma bateria de mísseis SA-2, esse brinquedo aqui:


     Os russos lançaram tudo que tinham, 14 mísseis, que não chegaram aos 65 mil pés do U2 mas ao menos derrubaram um dos MiG-19 que o perseguiam. Nisso um Sukhoi 9 comandado por  Igor Mentyukov se aproximou do U2. Normalmente a altitude máxima do russo seria de 55 mil pés, mas o caça havia sido preparado para aquela missão. Removeram todo o equipamento não-essencial, inclusive o armamento. O desespero era tanto que a ordem era abalroar o americano.
     Igor, abrindo mão do fatalismo russo decidiu tentar algo diferente: Entrou na frente do U2, fazendo com que ele passasse pela turbulência de seu Sukhoi. O U2 perdeu o controle, girou, a asa se partiu e Francis Gary Powers ejetou, sendo capturado e gerando toda a propaganda que os EUA não queriam. O piloto foi solto em 1962, em uma troca de prisioneiros, mas os U2 estavam fadados a nunca mais voar na União Soviética.
     Depois disso eles foram substituídos pelo SR-71, também obra de Kelly Johnson e alguns consultores alienígenas. Lançado em 1966 Até hoje ele detém recordes de altitude — 85.069 pés e velocidade — 3.529,6 km/h. Mesmo assim foi aposentado em 1999, enquanto o U2 continua voando até hoje.
     O SR-71 era caríssimo, difícil de pilotar, de dar manutenção, e seu trabalho foi substituído por satélites. Não há necessidade de arriscar um piloto quando uma caixa de câmeras em órbita fotografa tudo em tempo real. É muito mais barato usar um U2, com países que não possuem capacidade de defesa antiaérea decente. Pra que gastar um SR-71 ou mesmo um satélite com o Yemen ou a Somália?
     Mesmo assim, o U2 está com os dias contados. Os drones andam cada vez mais poderosos. Máquinas como o Global Hawk passam dias no ar, são profundamente automatizadas e se forem derrubadas, azar dos chips. Só que colocando no papel, não é tão simples. O U2 deveria ter sido aposentado em 2012, mas ninguém quer arcar com os custos.
     É um projeto com 58 anos de idade. Está mais que amortizado. A hora de vôo de um U2 custa US$ 2.380,00. Um drone GlobalHawk custa US$ 6.710,00. Aposentar os U2 resultaria em uma economia de US$ 2,2 bilhões, mas para isso os Global Hawks precisam ser modernizados. US$ 1,77 bilhões na conta. E como isso não acontece de uma hora pra outras, os dois programas rodarão juntos. MAIS despesa.

     Detalhe: a Força Aérea quer se livrar do U2, mas gradativamente. O Orçamento de Defesa está pra ser votado nos EUA, e o risco agora é que eliminem o U2, mas não priorizem o Global Hawk. Os EUA terminarão com um buraco nas defesas. Na melhor das hipóteses o U2 repetirá exatamente o que aconteceu com o A-10 Thunderbolt II, que barbarizou na Bósnia e na 1ª Guerra do Golfo, foi aposentado, reconvocado para a 2ª Guerra do Golfo e agora se aposentar, só depois de 2025.


domingo, 27 de abril de 2014

O melhor da semana no Facebook











AX411 Duo – O smartphone mais barato do mundo


     A empresa Maxx, com foco no mercado indiano de dispositivos móveis, lançou esta semana um smartphone que custa cerca de 147 reais – convertido de 3999 rúpias indianas. O smartphone está longe de ser considerado um suprassumo da categoria, mas se fosse comercializado por aqui, disputaria fortemente com as versões miniatura dos smartphones avançados.
     O AX411 Duo, como foi batizado, tem tela de 4 polegadas com resolução de 480 por 800 pixels e painel com tecnologia IPS (similar ao encontrado no sucesso Moto G). O processador é um MediaTek MT6572E, de dois núcleos rodando no máximo a 1,2 GHz. Como o nome sugere ele suporta dois chips GSM. A memória e armazenamento são sofríveis 512 MB e 4 GB respectivamente. A câmera também é fraca. Na traseira 2 megapixels e na frente apenas 0,3 megapixels. Bluetooth e Wi-Fi 802.11 b/g/n completam o pequeno pacote.
     O aparelho parece apostar na tendência de tela boa, processador razoável e preço superbaixo, para conquistar o gosto do freguês. Mais informações no site oficial da marca.

sábado, 26 de abril de 2014

Sobral ontem e hoje



Celular W6618 da Philips tem bateria que aguenta 2 meses


       A batalha dos smartphones com baterias gigantes parece estar só começando. Depois da Nokia anunciar um celular capaz de durar até 29 dias em stand by, a Philips anunciou a chegada do W6618, um Android que promete ficar ligado por 2 meses (66 dias) sem precisar de recarga. A novidade começou a ser vendida na última semana na China por US$ 273 (cerca de R$ 615).
     O segredo para tanta vitalidade está, obviamente, na bateria que acompanha o dispositivo. O componente possui impressionantes 5.300 mAh, a maior capacidade de armazenamento já posta em um smartphone à venda. Apenas tablets passaram a barreira dos 4.500 mAh em bateria. Com toda essa capacidade, a empresa promete 33 horas ininterruptas de conversação ou 1.604 horas em stand by.
     As outras configurações do smartphone não impressionam, entretanto. O modelo vem com Android 4.2 "Jelly Bean", tela touchscreen de 5 polegadas com 540 x 960 pixels de resolução, processador Media Tek quad-core 1.3Ghz, 1GB de memória RAM e entrada para cartão de memórias de até 32GB.
     Com essa aposta, a empresa holandesa corre por fora para se destacar no mercado de smartphones, hoje liderado por Samsung e Apple. Ainda não foi confirmado se ele será posto à venda fora da China.

sexta-feira, 25 de abril de 2014

Facebook vai avisar quando seus amigos estiverem por perto


     Para aqueles que são paranoicos em relação ao Facebook coletar informações sobre todos os aspectos de sua vida, a novidade anunciada ontem vai derrubar os poucos cabelos que ainda lhes restam: a rede social revelou o novo recurso chamado “Nearly Friends“, que vai permitir que você rastreie seu amigos quando estiverem próximos.
     Não que a ferramenta seja exatamente uma novidade – o Google Latitude e o Facebook já utilizam esse recurso -, mas convenhamos que o potencial dessa ferramenta especificamente para o Facebook é imenso. Ao ativar o Nearly Friends, o app do iOS ou Android vai utilizar os dados de geolocalização do smartphone para triangular sua posição e a de seus amigos, e vai notificá-lo sempre que algum estiver próximo de você; além disso é possível restringir as notificações a amigos específicos, portanto quem você não quer encontrar não saberá onde você está. Portanto, para que duas pessoas recebam notificações uma da outra é preciso que além de ativo, ambos não estejam nas listas mútuas de encontros indesejáveis.
     Com o Nearly Friends será possível compartilhar a localização exata com os amigos (como um Foursquare direcionado), avisar contatos de onde você estará em um momento específico e avisar familiares quando você estiver viajando, mostrando a eles arredores de onde você está.
     Agora a parte óbvia, o Facebook não faz isso porque é bonzinho com os usuários. Ao absorver informações de localização em tempo real, ele poderá oferecer ads específicos de acordo com a posição e gostos pessoais dos envolvidos ao cruzar o banco de dados de todos os usuários envolvidos num encontro, por exemplo. Apesar de um porta-voz do Facebook ter declarado que “a intenção do Nearly Friends não é oferecer ads”, eu duvido muito que ele não será usado para tal.
     A novidade será disponibilizada nas próximas semanas nos Estados Unidos.

Sei não, mas... sei lá