O Blog do Bega

Sobral, onde a luz fez a curva.

terça-feira, 19 de agosto de 2014

Vistas deslumbrantes da Islândia capturadas por Jerome Berbigier


     O fotógrafo Jérôme Berbigier mudou-se da França para a Austrália em 2007 e logo depois assumiu a fotografia como principal atividade. Inspirado por uma infância passada perto do Oceano Atlântico e da beleza natural Sydney, não demorou muito antes de ele capturar paisagens deslumbrantes em cima e embaixo da costa australiana. Uma viagem de 2012 o levou para a Islândia, onde ele capturou essas incríveis vistas de cachoeiras do país, rios e paisagens marinhas, algumas das quais ele não publicou até há pouco tempo.












Beleza Rabiscada







Windows 9 pode mudar e eliminar barra lateral no PC


     O Windows 9, conhecido também por ‘Threshold’, está sendo desenvolvido para ser muito diferente do seu antecessor. A Microsoft está planejando mudar ou remover a Charm Bar, barra lateral que dá acesso às funções de pesquisa, compartilhamento, dispositivos, configurações e à tela inicial nos PCs.
     Segundo fontes do WinBeta, o motivo da retirada é que a Charm só foi útil em dispositivos com tela sensível ao toque, enquanto seu uso via mouse e teclado era bastante difícil. Por isso, a área de trabalho voltará a ser o centro das atenções para usuários desktop, o que não deve acontecer nas versões móveis do Windows 9.
     De acordo com a publicação, a Microsoft estaria testando alternativas para a nova interface. A apontada como mais interessante é um botão na parte superior, próximo aos controles de janela que, quando pressionado, revelaria a Charm e seus menus. Os comandos surgiriam da parte de cima da tela.
     Outra ideia é remover completamente a barra. Embora seja possível, a equipe do Winbeta lembrou que vários aplicativos modernos usam a Charm Bar para executarem suas funções, assim como para serem configurados ou realizarem busca interna.
     A Microsoft poderia pedir que os desenvolvedores atualizem seus aplicativos, mas a alternativa parece improvável dada a quantidade de aplicações e processos que isso envolveria.
     De uma ou outra maneira, a Charm Bar não existirá para desktops da maneira como é atualmente. Mas o Threshold ainda está em fase Alpha, não liberado ao público, então essas ideias podem simplesmente ser abortadas.

Fonte: WinBeta


segunda-feira, 18 de agosto de 2014

Outro digitalizador de negativos maneiro

     Digitalizar negativos de filmes pode ficar muito mais rápido com The Only Rapid Feed Digital Slide Converter. À venda no site Hammecher Schlemmer por US$ 179,95 (R$ 410), ele tem capacidade de escanear até 25 fotos por vez. É uma boa opção para os usuários que ainda têm imagens de câmeras analógicas guardadas em negativos.
      Na loja virtual, um pequeno vídeo demonstra o funcionamento do gadget, que também conta com um manual online. Equipado com sensor CMOS de 14 megapixels, o aparelho é capaz de criar, a partir do negativo, uma imagem JPEG com 3200 dpi em apenas 3 a 5 segundos.
     As fotos podem ser pré-visualizadas em um monitor colorido de 2,5 polegadas localizado na parte frontal do scanner. Elas são salvas em um cartão de memória SDHC, que deve ser comprado separadamente e posicionado na parte interna do conversor. O aparelho apresenta ainda correção de cores e exposição, gerando uma digitalização sem perda de qualidade.
     O produto vem com cabo USB, bateria recarregável com três horas de duração, software de edição de fotos e adaptadores de tomada. Além disso, o usuário pode adquirir uma bandeja a mais para posicionar os slides para escaneamento, por US$ 24,95 (em torno de R$ 57) e um cartão microSD de 16 GB, por US$ 39,95 (cerca de R$ 91).
Como funciona
     É preciso escanear quadros de negativos que possuam espessura semelhante. Há uma bandeja, Rapid Slide Feeder, em que eles devem ser posicionados, de acordo com seus tamanhos. Depois disso, basta colocar a bandeja no local indicado no scanner, empurrar uma pequena alavanca na sua parte inferior e apertar o botão de escanear, localizado na parte superior do gadget principal.
     A alavanca posiciona o slide que está na parte mais inferior da bandeja bem no centro do scanner, para que sua imagem seja digitalizada. Em alguns segundos, ele é escaneado. Em seguida, é só deslizar novamente a alavanca para trás, removendo a parte digitalizada. Depois, para posicionar a próxima imagem a ser escaneada, deslize a alavanca para a frente.
     Então, é só repetir o processo até que todos os negativos sejam digitalizados. Quando isso acontecer, basta abrir o aparelho e remover o cartão de memória para transferir as imagens ao computador. Também é possível conectar o dispositivo a um PC ou televisão pelo cabo USB, que faz parte do pacote.

Fonte: Hammacher


Eu estaciono feito um idiota










Samsung vende 4 de cada 5 smartphones vendidos no Brasil

     A Samsung dominou a venda de smartphones em solo brasileiro no mês de junho. De acordo com um relatório da companhia de pesquisa de mercado Counterpoint, obtido com exclusividade pelo TechTudo, o “top five” dos mais comercializados contou com quatro aparelhos da fabricante coreana: Galaxy S5, Galaxy Pocket Neo, Galaxy S4 e Galaxy Ace 3. O único intruso na lista foi o iPhone 5S, da Apple, que ocupou a quinta colocação.
     O Galaxy S5 tomou a dianteira principalmente por sua queda de preço desde abril, quando foi lançado, passando de R$ 2600 para cerca de R$ 2200 em dois meses. Além disso, operadoras de telefonia locais passaram a subsidiar parte do valor do celular para vender planos pós-pagos.
     O mesmo foi observado no desempenho de vendas do Galaxy S4, comercializado por R$ 700 a menos que sua versão mais recente. Mesmo assim ele é considerado uma boa compra frente a outros concorrentes que oferecem configurações similares, como a tela de 5 polegadas Full HD.
    Os outros dois aparelhos da Samsung na lista, Pocket Neo e Ace 3, devem seu sucesso principalmente a consumidores que optaram por planos pré-pagos, que representam 78% dos consumidores brasileiros. Buscando também gastar pouco para adquirir seu primeiro smartphone, eles tendem a preferir modelos cujos valores giram em torno de R$ 500.
     O iPhone 5S é um caso à parte. Apesar de ser um dos mais caros, o relatório aponta que as vendas foram suficientes para posicioná-lo ainda em quinto lugar devido ao seu forte apelo de marca, fazendo com que ele seja opção recorrente para quem pode comprá-lo em várias parcelas, prática comum no Brasil.

Os mais vendidos, pela ordem: