Um navio 3D entre cortinas de água no Festival de Luzes de Amsterdam


     A visualSKIN, Coletiva de Arquitetura instalada na Romênia chegou ao Festival Luzes de Amsterdam com um respingo este ano, a instalação de uma projeção tridimensional de um navio do século 17 em um cenário de água. Intitulado “Ghost Ship", (Navio Fantasma) a instalação faz uso de duas imagens projetadas em cortinas de interseção perpendiculares de água que podem ser vistos a partir de vários ângulos. A peça é uma referência a um navio holandês da East India Company, “The Amsterdam”, que naufragou em uma tempestade durante a sua viagem inaugural para Batavia em 1749.
     Em uma feliz coincidência, e sem o conhecimento de antemão da visualSKIN, o “Ghost Ship” também repousa no antigo local de uma grande fonte de água projetada pelo escultor Albert P. Termote, que foi removido há mais de uma década.






Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Olli, um ônibus elétrico reciclável

Uber entra em guerra contra seus concorrentes