Pin It button on image hover

O Blog do Bega

Sobral, onde a luz fez a curva.

domingo, 7 de dezembro de 2014

80 milhões de bactérias em um beijo apenas


     Um novo estudo publicado no jornal Microbiome por cientistas da Holanda mostra que beijar alguém na boca não é apenas um modo de demonstrar afeto (e outras coisas), mas também de compartilhar 80 milhões de bactérias.
     Em seu experimento, os pesquisadores utilizaram 21 casais que tiveram material orgânico coletado de sua boca com um cotonete (igual em seriados policiais) antes e depois de se beijarem. Para monitorar a transferência de bactérias, um dos integrantes do casal tomou um iogurte probiótico que permitiu aos cientistas pesquisar pela bactéria específica encontrada na bebida.
     O resultado foi que além de compartilhar 80 milhões de bactéria, um casal possui bactérias orais parecidas, enquanto duas pessoas que se beijam pela primeira vez têm chances maiores de terem colônias de bactérias diferentes.
     Porém, antes que você resolva nunca mais beijar ninguém, vale lembrar que é normal a existência de bactérias em nosso corpo, já que elas até ajudam nosso sistema imunológico — o problema é quando algo faz com que elas acabem crescendo em número exagerado.
Postar um comentário