Pin It button on image hover

O Blog do Bega

Sobral, onde a luz fez a curva.

quinta-feira, 13 de novembro de 2014

Tablets com Android vendem mais que todos os outros


    O mais recente estudo de mercado feito pela consultoria IDC mostra que o consumidor brasileiro gosta mesmo é de tablet com Android. O sistema mantido pelo Google responde por nada menos que 96% do mercado. Em seguida aparecem o iOS e o Windows. Embora a consultoria não informe os números dos demais participantes, o analista Pedro Hagge dá a deixa em entrevista ao Tecnoblog: “A maioria que sobra aí é da Apple”.
     Os dados fazem parte do estudo sobre os meses de julho e agosto. Foram vendidos em julho 612 mil tablets. Houve ligeiro crescimento no mês subsequente, com a venda de 642 mil unidades do produto. Portanto, no bimestre foram comercializados 1,2 milhão de produtos. “Esta crescente acontece após um período de baixa. A expectativa para setembro é de que o número seja ainda maior”, afirma Hagge. “O mercado está voltando a respirar”.
     Quando ele fala em mercado, na verdade se refere majoritariamente aos consumidores finais – gente que vai até a loja comprar o tablet para uso pessoal. A adoção de tablets no meio corporativo ainda é muito tímida: as empresas respondem somente por 6% de todas as vendas. Segundo o analista, este comportamento se deve à disparidade entre as especificações encontradas em um PC e no tablet. O primeiro ainda é visto como um aparelho para trabalhar, enquanto o último tem foco maior na visualização de conteúdo.
     A questão do tablet com conectividade 3G/4G ainda não é um diferencial no país. Até porque, lembra o especialista, hoje em dia qualquer smartphone oferece a opção de criar hotspot e o Wi-Fi também se popularizou nas residências e escritórios.
     Outro ponto importante para o consumidor brasileiro é o preço na hora de escolher um tablet. Ainda não há dados fechados para o terceiro trimestre de 2014, então ficam as pistas do que foi registrado no segundo trimestre: 38% dos consumidores querem tablets de até 300 reais. Outra fatia de 38% procura por modelos com preço entre 300 e 500 reais.
     Ou seja, pode-se dizer que os brasileiros preferem os tablets que custem 500 reais ou menos. E nisso, o Android domina, enquanto a Apple, com preços bem superiores,  aparece com tímida representação.
Postar um comentário