Pin It button on image hover

O Blog do Bega

Sobral, onde a luz fez a curva.

quarta-feira, 26 de novembro de 2014

Dinheiro nasce em árvores


    Sua mãe nunca lhe disse as palavras “dinheiro não cresce em árvores”, em uma tentativa infrutífera de conter seus hábitos irresponsáveis? Bem, talvez ela estivesse errada.
     Talvez seja simplesmente para dar sorte ou talvez as pessoas acreditem que, ao deixar uma moeda na casca de uma árvore, pode tê-lo devolvido em abundância. Quaisquer que sejam as origens deste estranho hábito, existe um número enorme de árvores no Reino Unido que carrega as esperanças financeiras de muitos dos que acreditam


     O povo de Yorkshire, no norte da Inglaterra é famoso por ser cuidadoso com seu dinheiro. Enquanto esse estereótipo localizado pode nem sempre ser justo, há evidências de que de vez em quando eles estão dispostos a jogar a precaução ao vento e martelar sua baixa cunhagem no tronco de árvores. O bom povo de Ingleton, em North Yorkshire, tem algumas das florestas mais deslumbrantes do país e as cachoeiras e trilhas locais têm algo diferente a oferecer, além da paisagem deslumbrante do lugar.


     Olhando de perto, parece que as moedas quase se fundiram com a madeira, mas isso é o efeito do tempo sobre o metal. Alguns sugerem que o dinheiro encravado na casca das árvores é mais do que um desejo de aumentar a sua riqueza. Pensa-se que a quantidade de moedas empurrada por um indivíduo pode resultar na quantidade de filhos que terá, produzindo a mesma quantidade de crianças quando a sua fecundidade natural descobrir um parceiro.
     Quaisquer que sejam as razões pelas quais as pessoas enfiam moedas nestas árvores, esperamos que o desejo delas se torne realidade. 










Postar um comentário