Pin It button on image hover

O Blog do Bega

Sobral, onde a luz fez a curva.

quinta-feira, 8 de janeiro de 2015

Nova teoria sobre por que os homens não resistem à tentação de olhar um decote


       Por que os homens heterossexuais dedicam tanto espaço livre para as grandes, bolsas de gordura bulbosas caídas no peito das mulheres? Os cientistas nunca explicaram satisfatoriamente a fixação dos homens pela mama, mas agora, um neurocientista encontrou uma explicação sobre o que ele diz "fazer muito sentido”.
     Larry Young, professor de psiquiatria da Universidade de Emory, que estuda a base neurológica dos comportamentos sociais complexos, acha que a evolução humana tem aproveitado um antigo circuito neural que evoluiu originalmente para fortalecer o vínculo mãe-bebê durante a amamentação, e agora usa este circuito cerebral para fortalecer o vínculo entre os casais. O resultado? Os homens, como os bebês, adoram seios.
     Quando os mamilos de uma mulher são estimulados durante a amamentação, o neuroquímico oxitocina, também conhecida como a "droga do amor", inunda o seu cérebro, ajudando a concentrar a sua atenção e carinho no bebê. Mas a pesquisa tem mostrado que, em humanos, este circuito não é reservado para uso exclusivo de crianças.
     Estudos recentes descobriram que a estimulação do mamilo aumenta a excitação sexual, na grande maioria das mulheres, e isto ativa as mesmas áreas do cérebro, como a estimulação vaginal e clitoriana. Quando um parceiro sexual toca, massageia ou belisca os seios de uma mulher, diz Young, este provoca a liberação de oxitocina no cérebro da mulher, assim como quando um bebê mama. Mas, neste contexto, a oxitocina concentra a atenção da mulher no seu parceiro sexual, reforçando o seu desejo de se relacionar com essa pessoa.
     Em outras palavras, os homens podem tornar-se mais desejáveis, estimulando os seios de uma mulher durante os preliminares e durante o sexo. A evolução, em certo sentido, fez com que os homens quisessem fazer isso. Então, por que aconteceu essa mudança evolutiva nos seres humanos e não em outros mamíferos? Young acha que é porque nós formamos relações monogâmicas, enquanto 97% dos mamíferos não.
     "Em segundo lugar, ele pode ter a ver com o fato de termos sexo cara-a-cara, o que dá mais oportunidade para a estimulação do mamilo durante o sexo", disse Young. O investigador acredita que as teorias concorrentes acerca da fixação dos homens na mama não resistem a uma análise. Por exemplo, o argumento de que os homens tendem a selecionar mulheres com seios grandes porque eles acham que irão nutrir melhor os bebês fica aquém, quando se considera que "o esperma é barato" em comparação com os óvulos, e os homens não precisam ser exigentes.
     Comentando sobre esta nova teoria, a antropóloga Fran Mascia-Lees, da Universidade Rutgers, que tem escrito extensivamente sobre o papel evolutivo dos seios, disse que uma preocupação é que nem todos os homens são atraídos por elas. Em algumas culturas africanas, por exemplo, as mulheres não cobrem os seus seios e os homens não parecem achar isso excitante.
     Young diz que só porque os seios não são cobertos nestas culturas "não significa que massageá-los e estimulá-los não faça parte das preliminares nestas culturas. Até ao momento, não existem muitos estudos que olhem para as preliminares num contexto antropológico ", disse ele.
Postar um comentário