Pin It button on image hover

O Blog do Bega

Sobral, onde a luz fez a curva.

quarta-feira, 11 de fevereiro de 2015

Descoberta nova espécie de dinossauro na China


        Na China, pesquisadores descobriram uma nova espécie de dinossauro com pescoço comprido, tendo-o batizado com o nome Qijanglong.
     Quando se pensa que todos os tipos de dinossauros já foram descobertos, eis que surge mais uma nova espécie para nos surpreender.
   Dessa vez, os fósseis apareceram na China. O animal que tem um pescoço extraordinariamente longo foi nomeado de "Dragão de Qijiang" e talvez sejam eles os responsáveis pela lenda dos dragões.
     Mais popularmente conhecido como Qijianglong (pronuncia-se "CHI-jyang-lon"), o animal — que viveu há mais de 160 milhões de anos, na era Jurássica — tem cerca de 15 metros de comprimento e pertence a um grupo de dinossauros chamado mamenchisaurids, cuja característica é o pescoço extremamente longo, medindo o dobro do seu corpo.
     A descoberta foi feita em 2006, mas só agora é que a escavação se deu por concluída, encontrando todo o fóssil do dinossauro. O fóssil do animal foi encontrado por alguns trabalhadores da construção civil que visualizaram uma série de grandes vértebras do pescoço do fóssil estiradas no chão. E a cabeça ainda estava ligada ao pescoço.
     "É raro encontrar um fóssil de dinossauro no qual a cabeça e o pescoço ainda estejam juntos. Tudo isso porque a cabeça é pequena quando comparada com o corpo e é facilmente retirada depois do animal morrer", explicou Tetsuto Mayashita, pesquisador da Universidade de Alberta.

A estrutura óssea do Qijianglong

     As vértebras do pescoço desse tipo de dinossauro eram preenchidas com ar, o que as tornava relativamente leves, apesar do tamanho enorme. Porém, eram duras por causa das articulações entrelaçadas entre as vértebras, dobrando-se melhor para a frente do que para os lados, semelhante a um guindaste de construção.
     "Em nenhum outro lugar do mundo podemos encontrar dinossauros com pescoços mais longos do que os da China. Essa nova espécie nos diz que esses animais de tamanhos extremos prosperaram melhor aqui do que no resto do planeta", disse Mayashita. E o Qijianglong  só chegou para confirmar tudo isso.
     Acredita-se que isso tenha acontecido depois que um grupo de dinossauros desse tipo ficou isolado depois que uma grande barreira tão grande quanto o mar impediu que eles fossem para outros lugares. Porém, para Mayashita, ainda é um mistério o motivo pelo qual esses mamenchisaurids não migraram para outros continentes.

Guardado a sete chaves

     O esqueleto do Qijianglong agora está abrigado em um museu local de Qijiang. "A China é o lar para os antigos mitos de dragões", disse Mayashita. "Eu me pergunto se os antigos chineses teriam tropeçado em um esqueleto de dinossauro de pescoço comprido como o Qijianglong e imaginado que fosse uma criatura mítica". A descoberta do fóssil de Qijianglong foi relatada no Journal of Vertebrate Paleontology.

Fonte: Megacurioso
Postar um comentário