Pin It button on image hover

O Blog do Bega

Sobral, onde a luz fez a curva.

quinta-feira, 30 de outubro de 2014

Pessoas cegas recuperam visão limitada após injeção de células-tronco


     A injeção de células-tronco nos olhos de pessoas cegas pode funcionar como uma forma de restaurar a visão, sugere um novo estudo.
     No estudo, os pesquisadores levaram células-tronco a desenvolverem-se em células do epitélio pigmentar da retina, que os cientistas transplantaram em um dos olhos de cada um dos 18 pacientes.
     Após o transplante, os pesquisadores testaram a visão dos pacientes. A acuidade visual melhorou em 10 dos olhos dos pacientes, permaneceu igual em outros sete pacientes e piorou em um paciente. Os participantes não experimentaram nenhuma melhoria nos olhos não tratados.
     Os resultados mostram que as células-tronco embrionárias humanas podem retardar ou reverter a perda de visão em pessoas com doenças degenerativas dos olhos, disseram os pesquisadores. Além disso, as células-tronco não causam problemas de saúde aos pacientes.
     As células-tronco, com a sua capacidade de se transformar em diferentes tipos de tecidos, têm sido muito elogiadas pela sua promessa na medicina regenerativa, ainda que os tratamentos tenham sido lentos, afirma o estudo publicado a 14 de outubro na revista The Lancet.
     As novas descobertas "marcam um passo importante no sentido de utilizar células tronco como fonte segura de células para o tratamento de várias desordens médicas que necessitam de reparação de tecidos", disse Steven Schwartz, coautor do estudo.
     Tratamentos com células-tronco desenvolveram-se lentamente, em parte devido a preocupações de que as células poderiam ser rejeitadas pelo sistema imunológico ou se transformar em tumores. Mas os olhos não produzem uma resposta imune forte, por isso eles são um bom alvo para estes tratamentos.
     Metade dos pacientes no estudo sofria de degeneração macular atrófica seca, relacionada com a idade, que é a principal causa de cegueira em adultos no mundo desenvolvido. A outra metade tinha distrofia macular de Stargardt, a principal causa de cegueira em adultos jovens no mundo desenvolvido.
     Ambas as doenças afetam a retina, o tecido sensível à luz na parte posterior do olho, causando a perda da visão progressiva. Não existem tratamentos para qualquer das doenças. Os investigadores transplantaram as células em doses de 50.000; 100.000; ou 150.000 no espaço por baixo da retina.
     Os médicos então administraram medicamentos para suprimir qualquer resposta imune às células. Os únicos efeitos adversos do procedimento vieram da própria cirurgia ocular e dos fármacos imunossupressores utilizados, disseram os pesquisadores.
     Muito mais pesquisas são necessárias antes que essas terapias com células tronco possam ser aprovadas para uso clínico, mas os resultados do presente estudo mostram um caminho promissor na utilização dessas células.

Fonte: Livescience
Postar um comentário