Pin It button on image hover

O Blog do Bega

Sobral, onde a luz fez a curva.

quinta-feira, 3 de janeiro de 2013

Gradiente é detentora da marca IPHONE no Brasil


     A marca Gradiente inicia nesta terça-feira (18/12) o uso da marca IPHONE nas vendas de sua linha de smartphones lançada em agosto. Em comunicado encaminhado ao mercado neste mesmo dia, a companhia detalhou que o primeiro modelo desta linha é o Neo One.
     O Neo One foi anunciado em agosto, com nada de semelhante, além do nome, ao iPhone da Apple. O produto vem com a versão 2.3 do Android, o Gingerbread, tem suporte a dois chips e conexões 3G, Wi-Fi e Bluetooth, além de uma tela sensível ao toque de 3,7 polegadas. Claramente voltado a público de menor valor aquisitivo, com custo a partir de R$ 350. No Brasil, o iPhone da Apple não sai por menos de R$ 1999.
     A Gradiente explica ser detentora exclusiva dos direitos de registro sob da marca IPHONE no País. “Em 2000, a Gradiente visualizou que haveria uma revolução tecnológica no mundo dos celulares, com a convergência da transmissão e recepção de voz e de dados, por meio da internet móvel. Naquele mesmo ano, a empresa entrou com pedido de registro da marca IPHONE no INPI (Instituto Nacional de Propriedade Industrial). No dia 2 de janeiro de 2008, a companhia teve seu registro concedido pelo órgão federal e passou a deter os direitos exclusivos de produção e comercialização dessa marca até 2018”, explicou o comunicado.
     “A Gradiente não utilizou a marca IPHONE até o momento porque sua prioridade foi promover a reestruturação de sua operação e permitir a retomada de seus negócios. Esse retorno aconteceu no início de 2012, com o anúncio da Companhia Brasileira de Tecnologia Digital (CBTD), responsável pelo arrendamento e gestão das marcas da Gradiente”.
     Segundo o material, a CBTD está produzindo e comercializando de forma ativa suas linhas de produtos – celulares, tablets, aparelhos de áudio e vídeo, máquinas fotográficas, monitores, entre outros – e planeja expandir de suas atividades para 2013. Entre os acionistas da CBTD, 40% pertencem à Holding dos Acionistas da Gradiente (HAG), criada para abrigar os dois mil acionistas da IGB Eletrônica.

Postar um comentário