Pin It button on image hover

O Blog do Bega

Sobral, onde a luz fez a curva.

terça-feira, 1 de janeiro de 2013

Bebê prematura foi salva por erro médico



     Para quem não sabe, bebês prematuros que inspiram cuidados especiais nascidos no Reino Unido não recebem o tratamento adequado para sobreviverem. A regra vem de um código de ética criado pelos hospitais locais.
     Acontece que um casal conseguiu salvar sua filha, que deveria entrar para as estatísticas dos prematuros inviáveis, por conta de um bobo erro médico.
     De acordo com o Daily Mail, Kate e Renato Douse tiveram 2 crianças, as gêmeas Maddalena e Isabella. Ocorre que as duas nasceram com 23 semanas e Isabella não resistiu, morrendo algumas semanas após o nascimento.
     No entanto, Maddalena sobreviveu e foi aí que o inusitado aconteceu. Ao pesarem a criança, a balança marcou 453 gramas (1 libra), o que já pode ser considerado razoável para que os médicos se empenhem em manter um bebê vivo.
     O curioso é que Maddalena pesava, na realidade, 382 gramas. O restante do peso foi completado por uma tesoura esquecida em cima da balança.
     Seis meses mais tarde, a bebê recebeu alta do Hospital Royal Sussex e deve crescer como uma criança saudável.

Postar um comentário