Pin It button on image hover

O Blog do Bega

Sobral, onde a luz fez a curva.

segunda-feira, 13 de julho de 2015

Windows 10 não será lançado para todo mundo no dia 29 de julho


     É difícil encontrar alguém que não esteja ansioso para usar a versão final do Windows 10, uma das maiores atualizações da história do sistema, no dia 29 de julho. Essa data, no entanto, não será para todo mundo. Como assim?
     A Microsoft assumiu que é mais seguro começar a liberar a atualização no dia 29 de julho para os beta testers, ou seja, para quem se inscreveu no Windows Insider (no momento, são 5 milhões de usuários). Logo depois, a fabricante irá priorizar quem reservou a atualização, atingindo nessa leva consumidores que usam Windows 7 ou 8.
     A liberação será feita em etapas e levará alguns dias, para “garantir que todos tenham uma excelente experiência de upgrade”. Aparentemente, a medida está sendo feita para evitar possíveis congestionamentos nos servidores.
     A empresa divulgou que enviará em breve uma cópia do Windows 10 para as fabricantes “ajudarem os consumidores a atualizar dispositivos novos que foram lançados com o Windows 8.1″. Essa cópia também permitirá que as fabricantes melhorem a experiência de uso nos produtos que ainda não foram lançados.
     Empresas com edições corporativas do Windows também terão atualização diferenciada. Apesar do Windows 10 Pro e Windows 10 Home começarem a ser disponibilizadas a partir do dia 29 de julho, as edições Windows 10 Education e Windows 10 Enterprise, que normalmente são compradas e instaladas em volume pelas empresas, serão lançadas a partir de 1º de agosto.
     Ainda há a possibilidade do seu computador não ser compatível com o Windows 10. Caso isso aconteça, a Microsoft detalhará o que deu errado e o usuário terá a opção de prosseguir com a atualização ou não, dependendo de soluções alternativas na Windows Store.
     Vale lembrar: quem comprou as versões 7, 8 ou 8.1 do Windows terá a atualização disponível sem custo algum até julho de 2016. Caso sua cópia não seja original, uma das alternativas é continuar no programa de testes, recebendo versões beta pelo Windows Insider.
Postar um comentário