Imagine, Crescendo Com Meu Irmão John Lennon

      Julia Baird, nascida em 5 de março de 1947, é inglesa de Liverpool e filha de john Albert Dykins e de Julia Stanley, e meia irmã de John Lennon. Não satisfeita com que leu e ouviu ao longo dos anos sobre seu irmão e principalmente sobre sua mãe, resolveu quebrar o silêncio e nos revelar através do livro, IMAGINE, crescendo com meu irmão JOHN LENNON, fatos até então distorcidos. Julia revela a verdadeira relação de Lennon com sua mãe e desmente o abandono. Fala da influência artística que a mãe derramou sobre ele e relata também sobre o sentimento da perda precoce da mesma e de como isso mudou radicalmente os plano de todos, inclusive os de John que estava prestes a ir morar com ela. Ela vem em defesa da própria família, da sua própria história e nos mostra como foi difícil ser irmã de Lennon, pois desde muito jovem ela e sua irmã Jaqueline tiveram que suportar a exclusão por parte de suas tias, irmãs de sua mãe. Pois para elas as meninas eram fruto do pecado, do terceiro relacionamento de Julia Stanley, e por esse motivo foram tratadas como se não fossem da família. E após a morte de John também encontraram uma muralha chamada Yoko Ono, que mesmo sabendo que as irmãs eram impotante para ele, virou as costas para elas. Para mim o livro foi uma confimação de alguns fatos que li em um livro anteriormente, escrito pela primeira esposa de John, Cynthia Lennon. Fiquei envolvida com os relatos da irmã, pois ela nos conta a infância feliz que teve ao lado sua mãe e dos momentos que passou com John em meio expediente. Porém é impossível não se revoltar com tantas injustiças cometidas contra quatro crianças: John, por ter sido tirado a força de sua mãe, Victória (Ingrid), o bebê que foi dado a adoção após o nascimento, por imposição da família, Julia e Jaque, as garotas de 11 e 8 anos que perderem a mãe, o pai e posteriormente o irmão, e ambas viveram como se não pertencessem a lugar nenhum.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Barbie Advogada

Geneticistas israelenses criam galinhas sem penas