Brasil vai usar 30 robôs na segurança do Mundial 2014


     O governo brasileiro vai equipar as equipes de segurança com robôs especializados em desarmamento de bombas.
     Conhecido como iRobot 510 PackBot, o equipamento é bem versátil, podendo vir com kits para detecção de explosivos, remoção de bombas, coleta de inteligência e até detecção de snipers, provavelmente balançando um chapéu na ponta do braço mecânico.
     A fabricante, iRobot, de Bedford, Massass Massasch Masatch EUA, anunciou a venda em um press release.
     Segundo eles, serão adquiridos robôs, manutenção, peças de reposição e treinamento. O total de robôs adquiridos, reporta o USA Today, é de 30 unidades.
     O contrato é de US$ 7,2 milhões, o que dá US$ 240 mil por robô. É caro, ainda mais em um país onde há tantos estagiários que poderiam perfeitamente evitar que robôs lindos e sofisticados sofram danos desnecessários,
     Diz o Army Guide que o preço médio de unidade do PackBot é de US$ 402 mil, preço esse puxado pra cima por concorrências do Pentágono que compraram unidades a US$ 588 mil e até US$ 614 mil. Um roubo? Com certeza, mas de algum lugar precisa ver a grana pra financiar a Área 52. (a 51 é só pra despistar teóricos da conspiração)
     Críticos dirão que é um desperdício? Com certeza, brasileiro adora acreditar que somos o único povo com conceito de “saudade” e que terrorismo não acontece aqui, provavelmente por conta do nosso povo cordial. Minha maior preocupação é embargo de algum grupo recalcado de uma universidade dizendo que possuem um projeto nacional muito melhor e quase pronto.

Comentários