Homo Sapiens não cruzou com Neandertal, conclui estudo.


     Estudo antropológico conclui que seria impossível o cruzamento de Homo Sapiens com o Neandertal.
     Um estudo publicado na revista “Proccedings of the National Academy of Sciences”, dos pesquisadores Anders Eriksson e Andrea Manica, membros do Grupo de Ecologia Voluntária de Cambridge, conseguiram criar um software que mapeia a cronologia genética.
     De acordo com o programa, as comunidades Sapiens da África e Europa teriam vivido isolamento genético durante cerca de 300 e 350 mil anos atrás. Enquanto os europeus evoluíram geneticamente até originar os Neandertais, os africanos geraram o Homo Sapiens.
     Esse isolamento genético fez com que as espécies ficassem diferentes demais para que fosse possível miscigenação e criar híbridos entre Sapiens e Neandertal.
     O estudo também justifica o fato dos africanos e asiáticos não terem similaridades genéticas com os neandertais, diferente dos europeus. Anteriormente, a teoria da hibridização era a mais aceitada, pois explicaria o motivos do Neandertal ter desaparecido definitivamente.
     De qualquer forma, tudo ainda é bem inconclusivo, não sendo possível afirmar com precisão se a hipótese de hibridização está correta ou não, apesar da nova pesquisa apresentar hipóteses bem mais coerentes.

Comentários