Vença a timidez conversando com o computador


     Calma, ninguém está dizendo para você se trancar em casa e continuar evitando o contato com pessoas reais. Pelo contrário. Trata-se de um projeto do MIT que busca ajudar pessoas com dificuldade de comunicação e interação social, utilizando um sistema pra treinar justamente suas habilidades interpessoais.
     Esses distúrbios, problemas ou incômodos em vários níveis, agrupados pelo que é chamado de Fobia Social, afetam cerca de 15 milhões de adultos só nos Estados Unidos, de acordo com o Instituto Nacional de Saúde Mental americano. Falar em público está no topo da lista que descreve estes medos.
     Em casos mais graves, como dos indivíduos com Síndrome de Asperger, fica difícil até manter contato visual com outras pessoas ou reagir adequadamente a estímulos sociais. Todavia, com um treinamento eficiente, é possível superar estes percalços.
     Buscando criar uma tecnologia para embasar estes tratamentos, pesquisadores do MIT desenvolveram um programa interativo que treina as pessoas a realizarem interações sociais, com explicações atenciosas, testes práticos e dicas para melhorar a confiança.
     O software está sendo chamado de MACH – uma sigla para “My Automated Conversation Coach” (em tradução livre, “Meu professor automático de conversação”) – e usa a imagem de uma pessoa virtual que interage com o usuário. Uma câmera monitora constantemente os movimentos da pessoa e suas expressões faciais, determinando assim quão boa foi a conversa, as reações e o contato olho no olho, explicando assim o que deve ser melhorado.
     E a base do funcionamento deste sistema é justamente este: O feedback é fornecido de uma forma simples, direta e atenciosa. E uma vez que não há o medo da simulação na tela, tirar sarro, fazer piadinhas desconcertantes ou reagir de forma estranha a algo que foi dito, a pessoa pode ir construindo e reforçando sua autoconfiança, o que promete ajudar bastante o andamento das coisas na vida real, no dia-a-dia.
     O responsável é o aluno de doutorado M. Ehsan Hoque, e sua tese deverá ser apresentada na International Joint Conference on Pervasive and Ubiquitous Computing, que faz parte da Ubicomp 2013 e acontecerá em Setembro.   

Comentários